Zé Luiz, o Cristão Confuso


E num futuro incerto, cérebros eram vendidos para transplante. Coisa para gente rica mesmo:
-Esse aqui custa $50.000… pertenceu a um grande economista. Saudável e lúcido – dizia o vendedor de órgãos diante da massa cinzenta boiando dentro de um pote de vidro, entre outros vários, que ia dando o preço enquanto passava diante deles.
-Esse custa $100.000… pertenceu a um gênio do quilate de Einstein, uma pechincha. Esse de $120.000 foi de uma mulher pacifista. Viveu nos países muçulmanos, e ajudou muitas mulheres a se livrarem de seus grilhões religiosos…
O cliente ia passeando diante dos potes e parou diante de um com uma etiqueta de preço de UM MILHÃO de dólares:
-Caramba! Por que esse cérebro é tão caro?
-Pertenceu a um evangélico…
-E o que tem isso?
-Esse aí é zero quilometro! Nunca foi usado!


Daniel tinha um Espírito excelente. Além de sabio, conseguia conviver com pessoas de credos diferentes, de crenças pagãs, não via contra a sua vida nenhuma agressão, mesmo vivendo em um universo hostil, rodeado de inveja e traição.

Esse mesmo Espírito, que é o mesmo ontem, hoje e eternamente, é tido como presente na vida de todos que se submetem à salvação de Cristo em sua cruz.

Como blogueiro menor, que se atreve de quando em vez a escrever alguma reflexão pífia, me pergunto como os maiores, como o próprio Danilo Fernandes atura essa chuva de gente ignorante, que confessa Jesus, mas vive lançando maldição contra qualquer que critique seus ungidos, seus ídolos mais absurdos. Macumba da mais baixa.

Gente que se utiliza de autoajuda e positivismo do mais raso, e garante que pronuncia evangelho. Pior que eles, só aqueles que se recusam a tirar as escamas e admitir que tudo aquilo é uma grande enganação, uma mentira com versículos certos e motivos errados.

Povo partidário, que escolhe um lado do evangelho, como se existissem vários. Os lados são: dentro e fora. Nenhuma atitude digna do inferno pode ser justificável para defender o céu.

Dia desses, um anônimo – geralmente não revelam sua identidade quando querem falar suas “verdades” – deixou um comentário mal-educado, que me dei o direito de não publicar: falava sobre o texto ser um sinal dos tempos e nova era, por não estar dentro dos script imposto pelos apóstolos e teólogos que se multiplicam com as ciências.

Meu caro leitor: se você confessa a Cristo como seu único e suficiente Salvador, possivelmente o Espírito excelente de Daniel habita em você. Imagine que seu cérebro, renovado e pronto, é o talento que Deus te deu para usar e gastar, e para devolver o dom em dobro.

Jesus nunca saiu pedindo para que ninguém parasse de pensar, muito pelo contrário: Ele impunha que seus seguidores exercitassem isso com suas parábolas, e ensinava o bom uso do raciocínio.

Se vão nos recriminar por isso, por pensar, quem está sendo o “anti”- Cristo?

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmailby feather